MOTO2: VITÓRIA DE BRAD BINDER

MOTO2: VITÓRIA DE BRAD BINDER

brad-binder-misano-2017-14O vencedor da corrida foi o sul africano Brad Binder. O colega de equipe de Miguel Oliveira conseguiu a sua primeira vitória no Moto2 e também o seu primeiro pódio na categoria, depois do título de Moto3 em 2016. Binder assumiu a liderança a 18 voltas do fim e não mais a largou, deixando os restantes lugares do pódio para Joan Mir e Luca Marini.

Francesco Bagnaia teve que fazer uma corrida de recuperação e terminou em 12º. O líder do campeonato estava nas primeiras posições, mas quando Mattia Pasini – que tinha largado do primeiro posto – caiu no final da segunda volta e levou consigo Bagnaia. O líder do campeonato não caiu, mas perdeu muito tempo com a passagem pela brita.

Lorenzo Baldassari, que era quarto no campeonato, caiu na entrada da terceira volta, enquanto Alex Marquez, terceiro no campeonato, foi 13º.

Miguel Oliveira voltou a fazer uma corrida de recuperação depois de largar da 15ª posição. Oliveira teve uma boa largada e subiu para nono, mas, na saída da curva 13, quase caiu após tentar ultrapassar Xavi Vierge. O português caiu para 11º, mas começou a sua recuperação, subindo a sétimo a 24 voltas do fim. O piloto português conseguiu recuperar até ao quarto posto e ainda tentou procurar uma posição no pódio, mas tal não foi possível e ele fez as últimas voltas apenas controlando o ritmo para não correr riscos. Bom resultado para o piloto português, que se aproxima da liderança.

Miguel Oliveira está agora a sete pontos de Bagnaia, tendo chegado à Alemanha a 16 pontos do italiano. Marquez já está a 35 pontos de Bagnaia e a 28 de Oliveira.

Fonte: https://www.motosport.com.pt |  Rodrigo Fernandes

 

Anúncios
Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

MOTO3: JORGE MARTIN VENCE NOVAMENTE

MOTO3: JORGE MARTIN VENCE NOVAMENTE

jorge-martinJorge Martin venceu a corrida de Moto3 do Grande Prêmio da Alemanha, tendo conseguido a sua quinta vitória da temporada e a segunda consecutiva. O piloto espanhol largou da pole position e começou bem, mas esteve durante várias voltas envolvido na confusão normal nestas categorias mais baixas.

A oito voltas do fim, Martin fez o ataque final e terminou com quase dois segundos de vantagem para Marco Bezzecchi. Martin ainda apanhou um susto quando, a nove voltas do fim, Fabio di Giannantonio caiu e acertou na sua moto.

O italiano também largou bem e colocou-se no segundo posto, posição em que viria a terminar depois de também ele ter estado envolvido em várias lutas e chegado a rodar na liderança. No entanto, Bezzecchi não conseguiu acompanhar Martin no seu ataque final e teve de se contentar com o segundo posto, perdendo mais cinco pontos para o espanhol, que agora tem sete pontos de vantagem no campeonato.

O pódio ficou completo com John McPhee, que andou sempre nas posições da frente, mas, desta vez, não conseguiu passar pela liderança, como nas últimas corridas. No entanto, conseguiu o seu primeiro pódio do ano.

A corrida teve várias quedas, com destaque para Albert Arenas, que caiu a sete voltas do fim, quando era terceiro, e para Bastianini, que caiu a cinco voltas do fim.

Fonte: https://www.motosport.com.pt | Rodrigo Fernandes

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

PALAVRAS DOS COMPANHEIROS DE PEDROSA DEPOIS DO SEU ANÚNCIO DE RETIRADA

PALAVRAS DOS COMPANHEIROS DE PEDROSA DEPOIS DO SEU ANÚNCIO DE RETIRADA

sem-titulo-2

Na coletiva de imprensa em Sachsenring os principais pilotos tiveram palavras de agradecimento e reconhecimento a Dani Pedrosa depois que ele anunciou sua retirada das pistas.

adios-a-pedrosaMarc Márquez: “Todo mundo estava esperando esta coletiva de imprensa”, disse seu companheiro na Honda. “Quero dar agradecer a Dani por ser um dos herois da infância de muitos garotos, inclusive para mim. Aprendi muito com ele e foi um prazer ser seu companheiro de equipe. Todos chegaremos a esse momento”.

“Agradeço ao #26_DaniPedrosa por ser o referencial de muitos pilotos que crescíamos em busca de nosso sonho. Ele foi um grande companheiro!”, escreveu Márquez no Twitter.

Valentino Rossi: “É uma grande pena para MotoGP, perdemos um dos melhores pilotos. É uma pena que nunca tenha ganhado o título de Campeão, porque merecia, no mínimo, um” disse o piloto de Tavullia. “É muito cedo para que se vá, não esperava isso. Mudou de idéia com o projeto da Yamaha. Uma pena”.

Jorge Lorenzo: “Todos nós gostaríamos que ele continuasse mais alguns anos competindo, mas suponho que tenha seus motivos. Desejo que seja muito feliz, que encontre desafios muito importantes e tenho certeza de que desfrutará de todas as coisas que não pode desfrutar durante tanto tempo. Se retira um dos melhores pilotos dos últimos 15 anos de MotoGP; e a nível técnico, talvez o melhor da história. Com sua envergadura fez coisas incríveis com uma MotoGP. Ninguém com o seu tamanho chegou a participar nesta categoria e ele ganhou um montão de corridas e lutou por títulos. A nível profissional, significou para mim um de meus maiores rivais”.

Maverick Viñales: “Dani sempre foi uma referência para mim. Yamaha havia sido muito afortunada de contar com ele, mas a decisão é sua”. E acrescentou no Twitter: “Agradeço ao #26_Dani Pedrosa por toda sua trajetória esportiva. Sempre será um referencial para o motociclismo espanhol”.

Andrea Dovizioso: “Para mim, Dani sempre foi um dos melhores. Na 125cc e 250cc sempre foi mais rápido que eu, e sempre tentei aprender com ele”.

Jack Miller: “Já é uma legenda por levar a moto como fez com sua envergadura. Foi um prazer correr com ele, mesmo que quase sempre ficasse na minha frente!”.

Fonte: solomoto.es | Jordi Aymamí

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

MOTO2, ALEMANHA: MATTIA PASINI LARGA NA POLE

MOTO2, ALEMANHA: MATTIA PASINI LARGA NA POLE

pole-pasiniMattia Pasini vai largar na pole position na Moto2 no GP da Alemania 2018 ao lado de Luca Marini e Francesco Bagnaia na primeira fila do grid.

O fim de semana da Moto2 não só teve vários acidentes durante o dia, como também não teve nenhum piloto dominando plenamente as ações. Os melhores tempos nas durante as sessões de treinos livres foram registrados por três pilotos diferentes e as cinco primeiras posições foram as que mais tiveram troca de nomes.

O circuito de Sachsenring é mais complicado na hora de fazer ultrapassagens que em outros traçados. Precisamente por isso é especialmente importante conquistar a melhor posição no grid de largada.

Fonte: solomoto.es |  Miriam Panisello

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

ESQUENTOU A TEMPERATURA NO TRANSCATARINA 2018

ESQUENTOU A TEMPERATURA NO TRANSCATARINA 2018

O Sol esquentou o frio de Santa Catarina, mas nada comparado com o calor das disputas do rali de regularidade e nas emoções das categorias de passeio e aventura. Evento montou acampamento em Rio Negrinho

341680_807431_43368464801_280c73ecda_o__1_

Foto: Victor Eleutério/DFOTOS

O segundo dia do Transcatarina 2018 começou bem cedo. Às 7h, desta sexta-feira (13) foi dada a largada para o segundo dia de competições… Com temperatura de 4 graus, as duplas se despediram de Fraiburgo e seguiram para a cidade de Rio Negrinho – que recebe o evento pela sexta vez consecutiva (o pórtico foi levantado atrás do Pavilhão dos Imigrantes – Ginásio de Esportes). O Transcatarina terminará neste sábado (14), em Blumenau, com chegada dos 230 veículos na Vila Germânica.

Para as categorias de competição (Máster, Graduado, Turismo e Turismo Light), ao longo de aproximadamente 70 quilômetros de trechos navegados, o clima foi esquentando – no termômetro e na disputa. Este segundo dia de Transcatarina foi determinante para quem sonha com o título do certame e seguir para a etapa final com reais chances de pódio. (Porém, tudo pode acontecer até a passagem final do último veículo).

“O segundo dia do Transcatarina foi excepcional. Tivemos muitas mudanças de média de velocidade… Sobe 60/km, baixa para 27 km/h por 30 metros, sobe para 42 km/h, e assim foi durante toda a disputa. Um desafio para o piloto e carro, pois foi um constante acelera e freia para se manter a média de velocidade exigida em planilha”, contou o navegador Igor Quirrenbach, que compete ao lado do piloto Marcelo de Freitas Gouveia. “Além disso, estava bem difícil de identificar os caminhos a serem seguidos, pois as entradas estavam pouco marcadas (escondidas pelas folhas das árvores), por isso, foi preciso confiar no navegador que cantava as referências na metragem”.

O roteiro passou por propriedades particulares destinadas ao plantio de pinus e, ainda, com direito a passagem pelo Rio dos Patos (o famoso rio da primeira edição do Transcatarina, em 2009). Uma antiga igreja ucraniana, erguida em 1914 na localidade de Moema, também chamou a atenção dos off-roaders.

Entre freadas e aceleradas 

Foi preciso muita concentração e esforço para manter o tempo cravado no zero e passar pelos pontos de controle sem perder pontuação. Encarar os obstáculos naturais, fazer curvas e aplicar técnicas sem perder um único segundo, é lição que poucos saem com nota máxima. Em um Transcatarina, cada segundo faz toda a diferença.

E quem deu uma aula de rali de regularidade na categoria Máster foram Leandro Pereira Moor e Claudio Roberto Flores. “O desafio do rali de regularidade é que nem todos os dias é possível ir bem, e ontem foi um desses dias… Hoje, entramos focados na prova, com a ‘faca nos dentes. Nossa dupla tem quatro anos de formação, e a medida que o tempo passa, só melhoramos, e esse aperfeiçoamento envolve o entrosamento da equipe, que é fundamental”, declarou Moor. Em segundo lugar ficaram Leandro Rodrigo Riffel e Roberto Luiz Spessatto, com Fábio de Lima Carvalho e José Aristoteles Fiuza Neto em terceiro.

Pela categoria Graduados, ganharam Marcelo de Freitas Gouveia e Igor Quirrenbach de Carvalho. Eles foram seguidos por Orli Ademir Katzer e Gustavo Henrique Katzer, e Sandra Dias e Minae Miyauti, em segundo e terceiro lugares respectivamente. “A expectativa só aumenta. Como nosso resultado foi ruim ontem, sabíamos que hoje nada poderia dar errado, se não, perderíamos as nossas chances de sermos campeões do Transcatarina. Neste sábado, será tudo ou nada”, comemorou Gouveia.

A disputa pelo pódio na Turismo foi bem apertada, mas lutando ferrenhamente pelo título da categoria está a dupla Wivalde Jonas Liel e Adimar Diego Mühlbaeur, vitoriosa nesta etapa de sexta-feira. Na segunda posição ficaram Marcos Giannoni e Benedito Lopes, e em terceiro, Dirceu Araújo Salla e Robson Josué Osório. “A etapa final terá bastante laço e será um teste de fogo para o navegador. A concentração será primordial para obtermos o resultado tão sonhado”, falou Mühlbaeur.

Com uma disputa extremamente acirrada e pontuações bastante próximas, na Turismo Light o primeiro lugar ficou com pai e filho, José Andrade Júnior e Bernardo Schafer Andrade. “Emoção nota dez. Tomara que consigamos continuar com esse desempenho”, declarou o piloto. Em segundo lugar ficaram João Carlos Afonso Estanqueiro e Lucia Cardoso Estanqueiro, com Osvaldo Prezotto e Nathalia Graciano na terceira posição.

Assim, o Transcatarina 2018 caminha para a fase final… A grande decisão! Quais serão as melhores duplas desta edição histórica dos dez anos de um dos maiores eventos off-road do País? Com os resultados de hoje, a classificação acumulada ficou bem apertada e são muitos os competidores com chances reais de pódio.

Adrenalina a pico elevado para o terceiro e último dia de rali, uma vez que será a etapa mais técnica desta edição do Transcatarina. De acordo com a organização – a SC Racing –, o percurso começa muito travado, com diversas pegadinhas na Expoama e o Autódromo do Moto Clube de São Bento. Para finalizar, a disputa segue para as localidades de Guaramirim e Corupá, com bananal, palmeiras e uma pista para encerrar a décima edição.

Quanto pior, melhor 

A turma dos trilhões da Adventure 3 segue em busca dos “piores caminhos”. Nesta sexta-feira, eles passaram o dia aventurando-se em várias trilhas dentro de uma propriedade particular na cidade de Itaiópolis. “Foi diversão garantida, com bastante lama, buraco e fojo. Do jeito que gostamos”, comentou o líder da Adventure 3, Alessandro Anacleto da Silva.

Depois um dia produtivo, de muita interação e diversão, os aventureiros da Adventure 3 juntaram-se aos participantes da Passeio Radical e das categorias de competição. A festa de premiação e confraternização ficou ainda mais animada em Rio Negrinho.

Fonte: Liberdade de Ideias

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

USF2000: KOHL ACREDITA EM ETAPA PROMISSORA NAS RUAS DE TORONTO

USF2000: KOHL ACREDITA EM ETAPA PROMISSORA
NAS RUAS DE TORONTO

Piloto gaúcho disputa a quinta etapa da categoria trampolim para a F-Indy mirando mais um bom resultado

341511_806777__16c9714

Foto: @ Indianapolis Motor Speedway, LLC Photo

Em menos de quinze dias, o gaúcho Lucas Kohl cumprirá mais uma etapa da USF2000, dessa vez nas ruas de Toronto, e acredita em um final de semana promissor. O jovem piloto tem feito uma temporada de muita consistência e regularidade, onde liderou boa parte da última prova em Road America, até conquistar mais um pódio na terceira colocação.

“Se pararmos pra olhar sempre classificamos no top5 em pelo menos uma das corridas em cada final de semana desta temporada, o que mostra a nossa velocidade. Tivemos um pouco de azar nas corridas onde fui jogado pra fora algumas vezes este ano, mas acho que em Road America mostramos que podemos brigar por vitória. Infelizmente, as circunstâncias não nos favoreceram, mas temos tudo pra andar na frente em Toronto essa semana”, destacou o piloto de Santa Cruz do Sul (RS).

A programação da quinta etapa começou nesta sexta-feira (13), com o primeiro treino livre às 9h40, com duração de 25 minutos, os jovens pilotos retornaram a pista as 13h55, para a classificação da corrida 1. No sábado, acontece mais um treino classificatório, que define o grid de largada da segunda corrida às 9h, durante 20 minutos e a primeira corrida do final de semana às 12h45, com 45 minutos de prova. No domingo, a corrida dois está marcada para as 10h45 (horário de Brasília).

Acompanhe o livetiming e transmissão ao vivo da quarta etapa da USF2000 pelo link https://www.usf2000.com/results/live-timing

Fonte: MS2 Comunicação Integrada

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

MOTOGP: JORGE LORENZO IMPÕE-SE EM DOMÍNIO DUCATI

MOTOGP: JORGE LORENZO IMPÕE-SE EM DOMÍNIO DUCATI

Os pilotos de MotoGP deram por terminado o primeiro dia de ação no traçado de Sachsenring, palco do Grande Prêmio da Alemanha, nona etapa
da temporada de 2018

jl-fe56924-uc66450-lowDepois da surpresa no treino da manhã ter sido Andrea Iannone, o inesperado chegou por intermédio de Jorge Lorenzo. Numa pista onde o espanhol e a própria Ducati não costumam ser muito fortes, Lorenzo superiorizou-se à concorrência e mostrou que a Desmosedici GP18 anda mesmo em todo o tipo de circuitos.

O futuro piloto da Honda rodou em 1m20.885s – único a entrar no segundo 20 – e ficou a pouco mais de meio segundo do recorde oficial da volta mais rápida de um protótipo de MotoGP em Sachsenring que data de 2015 e é de Marc Márquez.

Uma tomada de posição forte para a qualificação de amanhã. O segundo posto ficou para outro piloto Ducati, mas desta feita Danilo Petrucci. Seguiu-se Andrea Iannone, que não conseguiu repetir o brilho da manhã. Mesmo assim o dia do homem da Suzuki não deixou de ser muito interessante.

Andrea Dovizioso foi o quarto, situação que permitiu à Ducati colocar três motos nos quatro primeiros lugares. Quem diria que tal iria acontecer ainda mais numa pista sinuosa, característica que é adversa às grandes qualidades da máquina de Borgo Panigale.

Marc Márquez, o grande favorito ao triunfo na Alemanha, foi apenas quinto e talvez com esta exibição de Borgo Panigale tenha visto os alarmes a tocar. Veremos qual será a resposta do piloto da Honda no dia de amanhã. Maverick Viñales foi sexto, a mais de meio segundo de Jorge Lorenzo, ficando na frente de um surpreendente Takaaki Nakagami, que foi o melhor entre os estreantes.

No campo das desilusões temos de colocar Valentino Rossi e Johann Zarco, que quedaram-se somente pela 17ª e 18ª posições, respectivamente. Os dois pilotos ficaram atrás de Hafizh Syahrin, que está aos comandos da outra M1 da Yamaha Tech 3. Muito pouco para aquilo que a Yamaha ambiciona e com a dúvida se Rossi e Zarco terão capacidade para garantir o apuramento direto para a Q2, fase decisiva da qualificação.

Já Dani Pedrosa parece ir de mal a pior, a falta de motivação também não está a ajudar, e foi apenas 20º. Nota também para o regressado Stefan Bradl, que mesmo estando ausente há um ano e meio do MotoGP foi o 21º entre os 25 pilotos em pista e ficou apenas a 0.152s de Pedrosa.

A sessão ficou ainda marcada pela aparatosa queda do ‘wildcard’ Mika Kallio e que obrigou o piloto de testes da KTM a visitar o centro médico da pista de Sachsenring, sendo em seguida transferido para a unidade hospitalar mais próxima, tendo sido diagnosticado uma mazela no joelho direito. A participação de Kallio, no que resta do fim de semana, está assim em dúvida.

Fonte: https://www.motosport.com.pt | Alexandre Melo

 

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário