DESIGNER ITALIANO RESSUSCITA AUTOMÓVEIS CLÁSSICOS COM TECNOLOGIA MODERNA

DESIGNER ITALIANO RESSUSCITA AUTOMÓVEIS CLÁSSICOS
COM TECNOLOGIA MODERNA

porsche-356-carrera-speedster_03-e1523618820778-800x533_c

Porsche-356-Carrera-Speedster

Antes da estandardização de peças e métodos de construção, muitos automóveis eram peças únicas, especialmente entre os carros de luxo. Até aos anos 60, não era incomum ver uma carroceria única montada sobre um chassis mais genérico. Infelizmente, com o passar do tempo, muitas dessas peças únicas desapareceram. E a Zagato, um famoso artífice italiano que criou algumas dessas peças únicas, começou a recriá-las, com a magia da tecnologia moderna.

A Zagato criou designs emblemáticos para várias marcas, incluindo as italianas Ferrari, Lancia, Fiat e Alfa Romeo e a britânica Aston Martin, bem como modelos especiais sobre chassis Ford Mustang, Volvo 164, Bristol 406, Jaguar XK140 e muitos outros. Nos anos 80 e 90, produzia protótipos sem comissão. E desde 2006 tem-se dedicado, através do seu programa Sanction Lost, trazendo de volta à vida criações individuais de clássicos que desapareceram com os tempos.

O primeiro caso foi um Lancia Aprilia Sport de 1938, que o próprio fundador Ugo Zagato tinha construído, e que desapareceu da face da Terra. Usando apenas algumas fotografias desfocadas, a equipe de design da Zagato conseguiu usar o processo de fotometria para recriar esta carroçaria especial num programa de CAD/CAM e com uma impressora 3D industrial. O carro foi apresentado em 2006, por ocasião do 106.º aniversário da Lancia.

Mais recentemente, o programa Sanction Lost permitiu recuperar outras preciosidades. Em 2007, aproveitando o 60.º aniversário da Ferrari, a Zagato foi contratada para recriar o 166 Panoramica, o primeiro Ferrari com design Zagato, construído em 1949 para o colecionador Antonio Stagnoli, usando a mesma técnica de fotometria.

Mais recentemente, o colecionador americano de carros da Porsche, Herb Wetanson, quis recriar o Porsche 356 Speedster Zagato, um modelo de competição construído em 1957 para o piloto francês Claude Storez e destruído num acidente em 1959. Mais uma vez, a Zagato reconstruiu-o com base em fotografias, mas foi mais longe, criando uma série limitada de nove unidades. E agora fez o mesmo ao 356 Zagato Coupé, um design descoberto nos arquivos do artista italiano, que também vai ter direito à sua própria série limitada a nove unidades.

Fonte: https://www.motor24.pt

Anúncios
Esse post foi publicado em Clássicas, Quatro Rodas e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s