VW 8.160: O CAMINHÃO MAIS VENDIDO NO BRASIL

VW 8.160: O CAMINHÃO MAIS VENDIDO NO BRASIL

Modelo indicado para as operações de distribuição urbana de carga, o Volkswagen Delivery 8.160 promete mais uma vez encerrar o ano como mais licenciado no País

5963911377c47-1024x683

De acordo com os números da Fenabrave, a entidade que reúne os distribuidores de veículos, o caminhão acumula vendas de 1.322 unidades até julho, o que representa participação de 22% na categoria de leves. O volume de negócios mais próximo de sua marca até o momento é o do pesado Scania R440, com 1.304 vendidos de janeiro a julho.

No ano passado, o representante da Volkswagen foi de longe o líder tanto da categoria quanto do mercado de caminhões em geral. O modelo ultrapassou 3.230 unidades emplacadas, encerrando o período com fatia de 25% no segmento.

Dentre os leves, aliás, a fabricante de Resende (RJ) domina o topo do ranking, ocupando também o segundo o lugar com o VW Delivery 10.160. O modelo acumula vendas de 1.091 unidades até julho, equivalente a 18% da categoria em mercado que alcançou pouco mais de 6.000 caminhões vendidos no período.

A família Delivery, da qual os líderes da montadora fazem parte, tem representantes de 5 a 13 toneladas, dos semileves aos médios. A linha nasceu em 2005 e de lá para cá, mais de 100.000 unidades já foram produzidas no País. De acordo com a fabricante, a gama também representa o maior volume de exportação a partir de Resende, em especial para Chile, Colômbia e México.

A disputa mais acirrada no segmento de leves é protagonizada pelo terceiro e quarto lugares do ranking, Mercedes-Benz Accelo 815 e Ford Cargo 816, respectivamente. De janeiro a julho, o mercado absorveu 941 unidades do primeiro e 929 do segundo, participações de 15,5% e 15,3%, na ordem.

Outro representante da Mercedes-Benz, o Accelo 816, encerra lista dos cinco caminhões leves mais vendidos. Até julho ocorreram 754 emplacamentos do modelo, fatia de 12%.

Fonte: Estradão/Estadão

15337459_10154899457913701_2836883567278790561_n

 

Esse post foi publicado em Economia, Mercado, Transportes e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s