DJAMDJIAN VOLTA AO FMX NACIONAL APÓS MÊS DE DESAFIOS NA CALIFÓRNIA

DJAMDJIAN VOLTA AO FMX NACIONAL APÓS MÊS DE DESAFIOS NA CALIFÓRNIA

Treinos em diversas pistas e com a elite do freestyle motocross resultaram em grande evolução de Diego Djamdjian

unnamed (17)

Foto: Kleber Smith

Um mês dedicado aos desafios com foco na evolução. Enredo da mais recente passagem de Diego Djamdjian pelo Sul da Califórnia. Em maio, o paulista treinou nas mais importantes pistas daquela região icônica para o freestyle motocross. E de acordo com o piloto, o saldo da viagem foi bastante progresso técnico e visão ampliada do esporte.

Ao rumar para a Califórnia, Djamdjian sabia que precisaria encarar, de uma vez só, diversos desafios. Sobretudo porque na lista de objetivos constava desenvolver os backflips. O que na prática significava manobrar num outro país, saltando rampas desconhecidas, ao comando de uma moto diferente.

Desafios superados, que convergiram para um ponto: evolução técnica. Evolução ilustrada pelo fato do piloto conseguir realizar os backflips em praticamente todas as pistas pelas quais passou. Num roteiro que incluiu a imponente Fitzland, e até o percurso utilizado na classificatória para o Nitro World Games.

Durante a viagem, Djamdjian contou com a companhia de Fred Kyrillos. Piloto com larga experiência em eventos internacionais, Kyrillos resume assim o estado de evolução no qual Diego se encontra após a Califórnia:

“O Diego aprimorou a técnica em vários aspectos. O principal deles ‘flipar’ em vários saltos, em vários lugares. O backflip é um divisor de águas. Muda completamente o piloto, o nível de pilotagem. A fase de colocar a manobra em qualquer lugar é difícil. Requer esforço”, detalha Kyrillos. Que complementa: “O objetivo dele agora mudou. É fazer o backflip em todos os lugares, em todas as ocasiões. Vai para outro patamar”.

Comentando a viagem, Djamdjian ressalta que a evolução se deu bem além da esfera técnica. O contato com alguns dos melhores pilotos do mundo, a experiência nas pistas e o entendimento sobre como as estruturas são aproveitadas ampliaram a percepção sobre a modalidade.

“Tenho uma nova visão após observar a questão estrutural e a dedicação dos pilotos. Os riscos são minimizados em virtude dos treinos na piscina de espuma e air bag (colchão de ar). Esses equipamentos são utilizados quase todos os dias, tudo para puxar o freestyle motocross para cima e permitir a evolução”, explicou Djamdjian.

Todo o avanço de Diego Djamdjian como piloto poderá ser visto pelo público em 24 de junho, em Criciúma (SC). A cidade recebe a 2ª etapa do Arena Cross, que entre outras atrações contará com apresentações de freestyle motocross, com participação de Diego Djamdjian, Marcelo Simões e Fred Kyrillos.

Fonte: www.whipress.com/diegofmx
Foto: Kleber Smith

Esse post foi publicado em Eventos, Motocross e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s