ANGELLA CONTE CELEBRA 20 ANOS DE TRAJETÓRIA COM EXPOSIÇÃO NA OFICINA CULTURAL OSWALD DE ANDRADE

ANGELLA CONTE CELEBRA 20 ANOS DE TRAJETÓRIA COM EXPOSIÇÃO NA OFICINA CULTURAL OSWALD DE ANDRADE

Angella-Conte_Testemunho_2009_fotografia-em-montagem-acrílica_

A Oficina Cultural Oswald de Andrade tem o prazer de apresentar, a partir de 13 de maio, das 15h às 19h, a exposição “Terra Nua”, da artista paulista Angella Conte. A mostra, que tem curadoria de Agnaldo Farias, celebra os 20 anos de produção da artista e contempla trabalhos que narram sua trajetória, incluindo obras importantes para o desenvolvimento de sua linguagem, além de trabalhos inéditos.

Ocupando as duas salas expositivas do espaço, são exibidas esculturas, fotografias, objetos, colagens, e videoinstalações com intuito abordar a heterogênea produção da artista e apresentar questões recorrentes presentes em sua produção, como reflexões acerca da noção de paisagem, do corpo como dispositivo e sua relação com o espaço, assim como questões sócio-políticas. Uma das salas é ocupada com uma videoinstalação inédita de grandes proporções, “Ir e Vir”. A obra é composta por 15 vídeos que registram deslocamentos, (registrados pela artista refazendo estes trajetos que centenas de pessoas fazem diariamente se locomovendo de um ponto ao outro em suas rotinas) questionando a paisagem em seu viés conceitual – memória, deriva, ficção e realidade.

Tendo a memória e o tempo com matéria prima, Angella junta lembranças com objetos e espaços, retraça os mesmos caminhos de diferentes maneiras e cria novas experiências, novos espaços e novos objetos. O trânsito entre arte, realidade e ficção também é abordado nas diversas colagens fotográficas que marcam a pesquisa da artista sobre a imagem. Suas combinações de corte seco, feitos de modo proposital, criam paisagens construídas isentas de ordem cronológica e geografia.

Para Angella, um dos trabalhos mais tocantes em exibição é “Precisou ser Outros” – um pequeno baú engaiolado, que remonta a chegada da família da artista ao Brasil, imigrantes italianos que chegaram no navio Caffaro, em 1891. Seu avô, ao desembarcar, descobre que o baú com pertences da família havia desaparecido. Sem ferramentas de trabalho, documentos e bagagem, a família teve que se aventurar em uma nova realidade, longe daquela que haviam imaginado.

Serviço:
Exposição “Terra Nua”, de Angella Conte
Curadoria de Agnaldo Farias
Abertura: 13 de maio de 2017, das 15h às 18h
Período expositivo: 13/05/17 a 29/07/17
Conversa com artista e curador: 17/06/17, às 15h
Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade
Bom Retiro: r. Três Rios, 363, próximo à estação Tiradentes do Metrô, tels. (11) 3222-2662 / 3221-4704. Seg. a sex., 10h/20:30h; sáb., 10h/18h.  www.oficinasculturais.org.br
Fonte: TREMMA COMUNICAÇÃO

Anúncios
Esse post foi publicado em Artes, Comportamento, Eventos, Fotografia e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s