BRIAN DAVID VENCE A CATEGORIA GPR 250 EM CASCAVEL

Duas equipes polarizaram a disputa na mais equilibrada categoria do Moto 1000 GP

Brian David (35), da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, venceu a prova neste Domingo (30) Foto: Rodrigo Ruiz e William Inácio/Grelak Comunicação

Brian David (35), da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, venceu a prova neste Domingo (30)
Foto: Rodrigo Ruiz e William Inácio/Grelak Comunicação

A segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na GPR 250 teve uma corrida bastante equilibrada, característica da categoria de formação de pilotos na Moto 1000 GP. Brian David, que leva as cores da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros foi o vencedor, seguido dos pilotos da Playstation-PRT, Ton e Meikon Kawakami.

As duas equipes polarizaram a disputa no Autódromo Zilmar Beux em Cascavel. (PR). Durante as 13 voltas, a alternância na ponta foi constante, com menos de meio segundo do primeiro ao quarto colocado durante toda a prova. A vitória foi definida apenas na última volta. “Foi estratégia minha esperar para atacar na volta final. Cascavel é minha pista preferida, porque é muito rápida. Analisei o Ton e o Meikon, onde poderia passar eles, e acabou dando certo”, sintetizou Brian David, eufórico pela conquista.

Os irmãos Kawakami esperavam vencer, mas se mostraram satisfeitos com o pódio na pista paranaense. “Não deu para vencer, mas estou muito feliz. Conseguimos um bom acerto da moto. Agradeço à equipe”, disse Ton. “Infelizmente o Brian abriu no finalzinho e eu não consegui alcançar, mas o campeonato segue. O importante é pontuar”, finalizou Meikon.

A vitória em Cascavel deixou Brian David na vice-liderança do campeonato na categoria GPR 250 com 36 pontos. Na frente segue Ton Kawakami, com 46 pontos e em terceiro, Meikon, que chegou aos 33 pontos.

GPR 250 – GP CASCAVEL
( (Resultado final da primeira etapa após 13 voltas) (
1º) Brian David (GO/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, 18min13s985
2º) Ton Kawakami (SP/Playstation-PRT), Honda, a 0s076
3º) Meikon Kawakami (SP/Playstation-PRT), Honda, a 0s616
4º) José Duarte (CE/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, a 1s239
5º) Rafael Traldi (SP/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, a 42s451
6º) Hebert Pereira (RS/Motonil Motors-PDV Brasil), Kawasaki, a 42s592
7º) Niko Ramos (SP/M2B Racing), Kawasaki, a 1min07s105
8º) Felipe Gonçalves (PR/Paulinho Superbikes), Honda, a 1min26s100
9º) Diogo Nascimento (SP/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda, a 1 volta
10º) Gustavo Gil (SP/Tecfil Racing Team), Kawasaki, a 1 volta
NÃO COMPLETARAM
Guilherme Brito (SP/Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros), Honda
Marcelo Fernandes (PR/Paulinho Superbikes), Honda
Melhor volta: David, na 8ª, 1min22s555, média de 130,819 km/h

CLASSIFICAÇÃO
Após duas etapas, a classificação do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade na categoria GPR 250 é a seguinte: 1º) T. Kawakami, 46 pontos; 2º) David, 36; 3º) M. Kawakami, 33; 4º) Traldi, 24 5º) Duarnte, 23; 6º) Pereira, 18; 7º) Gonçalves, 14; 8º) Gil, 13; 9º) Nascimento e Brito, 11; 11º) Ramos, 9; 12º) Esquivel, 5.

As motocicletas do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade utilizam a gasolina Petrobras Podium e o óleo lubrificante Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da Michelin, fornecedora de pneus a todas as equipes inscritas nas quatro categorias em disputa. O Moto 1000 GP também conta, na temporada de 2015, com o apoio de Beta Ferramentas, Puig, Servitec, LeoVince, Shoei e Tutto Moto.

Fonte: Grelak Comunicação

Anúncios
Esse post foi publicado em Competições, Motociclismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s