MOTO’N’ROLL

MOTOCANDO...

Motos e Rock’n’Roll são dois símbolos do inconformismo, da rebeldia e da contestação. Por isso se dão tão bem. Andam lado a lado em loucas aventuras estradeiras, nos shows “full time” em que se transformam todos os encontros motociclísticos (onde o hino oficial é sempre “Born To Be Wild”, do Steppenwolf) e na simbiose poderosa de energia que faz motores, corações, mentes, guitarras, contrabaixos e baterias pulsarem no mesmo compasso.
304000_308854439126692_1017798426_n
Manifestações de rebeldia dos jovens, umas mais calmas outras mais radicais, sempre aconteceram. Um movimento surgido no final da década de 40 nos Estados Unidos, após o término da Segunda Guerra, era do tipo radical e gerou a formação das primeiras gangues de motoqueiros, os chamados moto-clubes. Eram grupos de jovens que se reuniam para descarregar a adrenalina em andanças sem destino, arruaças, brigas, bebedeiras (verdadeiras orgias alcoólicas) e baladas movidas a muitos e variados “ingredientes”. As motos usadas por…

Ver o post original 1.857 mais palavras

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s