MOTOCANDO… A Vida Sobre Duas Rodas

Sessão nostalgia. Hoje resolvi republicar o texto que deu origem a esta aventura jornalistico-motociclística. Ele foi publicado pela primeira
vez no dia 27 de abril de 2005! Já são mais de 12 anos de estrada!

304000_308854439126692_1017798426_n

Motocicletas, sem dúvida nenhuma, são veículos que sempre provocaram, e provocam, polêmica. Quem gosta, é apaixonado. Quem não gosta, é radical. Na verdade, andar de moto é um estilo de vida. É muito mais do que simplesmente um comportamento extravagante de pessoas que gostam de viver com liberdade e emoção, dois ingredientes inseparáveis em sua receita de felicidade. O que não significa que os apaixonados por motocicletas sejam todos aventureiros malucos e irresponsáveis.

O estilo de vida “motociclístico”, que já foi mostrado em vários filmes, desde os antológicos “O Selvagem” e “Sem Destino” até o novo clássico “Diários de Motocicleta”, ganha novos adeptos a cada dia que passa. Pode até parecer inconsequente e leviano, porém é uma atividade que só pode ser exercida com plena consciência dos riscos que a envolvem. E isso exige habilidade e total concentração do piloto. Numa motocicleta você trafega exposto, sem nenhuma proteção a não ser os equipamentos de segurança que estiver usando.

Não há uma cabine fechada, pára-choques ou qualquer outra estrutura externa que sirva de anteparo na hora de uma queda ou de uma batida. O limite da segurança é o corpo do motociclista. Esse é o principal argumento dos radicais. Mas, para os apaixonados pelas duas rodas o que vale mesmo é a sensação de liberdade que o vento na cara proporciona, a adrenalina de dominar uma máquina ágil nas manobras do trânsito e a interação, nem sempre tão agradável (por exemplo, quando chove…), com os elementos da natureza.

Motociclismo não significa apenas lazer e diversão, curtição. Motociclismo também é profissão. De pilotos, que vivem voando sobre máquinas super preparadas, até mensageiros, os mal afamados e pouco valorizados motoboys. Que agilizam negócios e viabilizam projetos com suas loucas correrias pelas ruas da cidade. Infelizmente muitas pessoas só enxergam as suas correrias.

Motociclismo é um universo gigantesco e envolve um leque de atividades paralelas tão amplo – o motociclismo turístico, por exemplo, é apenas um deles -, que se torna instigante. E apaixonante. Pelos números divulgados pelas fábricas, nosso mercado motociclístico teve uma evolução fantástica.

As motos começaram a ser fabricadas no Brasil em 1975, ano em que foram produzidas 5.220 unidades. Em 2004, foram produzidas 1.057.333 unidades. E a perspectiva para 2005 é fechar o ano na casa de 1.146.000 unidades. (Nota: atualizando os dados: entre altos e baixos fechamos o ano de 2016 com 887.653 motos produzidas e a frota circulante no país chegou à casa dos 25.302.727, nos informa a Abraciclo). 

Eu, Jotta Santana, jornalista de profissão e aventureiro por opção, pertenço, claro, ao time dos apaixonados. Vivo desde que me conheço por gente equilibrado sobre duas rodas. Trabalhei em várias revistas especializadas – Motosport, Duas Rodas, Revista da Moto!, – testei motos (mais de 200 lançamentos) para o caderno Veículos da Folha de São Paulo durante quase quatro anos e rodei milhares de quilômetros por todo o Brasil, de norte a sul, de leste a oeste. Quando me perguntam o porquê dessa paixão, respondo com ironia, que “deve ser porque eu sou um cara muito equilibrado” (rsrsrsrsrs). Tombos? Cicatrizes? Remendos? Com certeza! Mas, ainda assim e apesar de tudo, uma agradável sensação de “valeu a pena”.

Hoje, estou aqui inaugurando uma coluna que vai mostrar um pouco o universo desse estilo de vida, os lançamentos das fábricas, estilos, tendências e tecnologias, os novos equipamentos e acessórios, como anda o mercado, onde comprar, onde vender, tudo sobre motocicletas. Vamos falar até de campeonatos. E, principalmente, como viver “motociclisticamente”.

Baitabraço,

Jotta Santana

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Comportamento. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para MOTOCANDO… A Vida Sobre Duas Rodas

  1. ricardojacobi disse:

    Olá Jotta Santana !!!
    Com certeza eu também sou um apaixonado por motocicletas em geral e em todas suas respectivas cilindradas e modalidades !!!
    Forte abraço 🍒

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s